Embalagem sustentável com restos de banana: Banana Box


A Banana box é uma das startups colaboradoras do Programa de Inovação em Moda Sustentável da Slow Innovation Brands. Utilizando os resíduos da banana esta startup oferece uma ótima opção de embalagem sustentável para marcas de moda. A seguir você tem acesso a entrevista que realizamos com a equipe da Banana Box. 

embalagem sustentável

O que a banana box está a criar? 

 

Pretendemos utilizar um resíduo da produção de banana, o seu pseudocaule, como substituto do cartão, devido à elevada semelhança estrutural existente entre ambos os materiais. Banana Box é, portanto, o nome deste conceito: a “caixa” que contém todas as aplicações possíveis de concretizar com recurso ao pseudocaule de bananeira. 

Visamos substituir o cartão em todas as suas aplicações, sendo o nosso produto inicial as caixas de distribuição de banana.

Esta é uma embalagem sustentável e ética que pode ser aproveitada pelas marcase fabricantes de moda sustentável. 

 

Embalagem sustentável: por que é importante?

 

Cada bananeira demora cerca de dois anos a dar um cacho de banana, sendo posteriormente cortada, devido a não apresentar mais utilidade para o agricultor. Deste modo, estaremos a reutilizar um resíduo para o fabrico de um novo produto, indo de encontro aos princípios da economia circular. Com isto, criaremos uma alternativa ao cartão, implicando uma possível diminuição do número de árvores cortadas, como consequência da indústria do papel de celulose. Geraremos também atribuição de valor ecológico e sustentável aos nossos consumidores e aumentaremos o rendimento dos produtores de banana, pois os pseudocaules de bananeira passarão a ter um custo.

 

As caixas feitas de pseudocaule apresentam um peso e velocidade de inflamação inferiores à do cartão, bem como resistência, flexibilidade e impermeabilidade superiores, demostrando ser uma boa alternativa ao cartão.

 

Quem faz parte da equipe?

 

A nossa equipa é formada por 3 alunos de mestrado da FCT NOVA:


- Bruno Fernandes, finalista do mestrado em engenharia civil. Tem a capacidade de prospeção e analise das necessidades do mercado, bem como conhecimentos sobre as características dos materiais.


- Stefan do Ó, finalista do mestrado em engenharia mecânica. Revela o conhecimento de mecânica industrial e ciência da computação, a capacidade de iniciativa e gestão de conflitos, bem como o espírito de entreajuda.


- Rosa Nascimento, finalista do mestrado em bioquímica. Demonstra conhecimento bioquímico e ambiental, capacidade de liderança e motivação, bem como habilidades de negociação, persuasão e comunicação.


Somos jovens empreendedores, com espírito de equipa, resiliência e foco em alcançar nossos objetivos!

 

Como a Banana Box colabora com a Slow Innovation Brands?

 

Colaboramos com a Slow Innovation Brands através da prestação de aulas aos aulos do programa de empreendedorismo e mentoria em moda sustentável pela Rosa Nascimento, sobre a produção da banana e possíveis aplicações dos resíduos resultantes da sua produção, principalmente na indústria da moda.


Leave a comment


Please note, comments must be approved before they are published